alimentacao-interna

Os momentos de alimentação, seja o lanche ou o almoço, constituem fontes de aprendizados, trocas e criação de hábitos importantes para uma vida saudável. Os procedimentos que antecipam e sucedem esses momentos estimulam a criação de hábitos de higiene, como lavar as mãos antes e escovar os dentes após as refeições.

Enquanto se alimentam, as crianças são estimuladas a observar e a conversar sobre o que estão comendo: sabores, formas, cores, quantidade, diferenças e semelhanças. Elas também vivem situações em que são estimuladas a agir, cada vez mais, de maneira independente. Nos lanches, isso acontece quando as crianças passam a descascar suas frutas, a organizar e cuidar de seus objetos e alimentos pessoais e a diferenciar o que é de uso próprio do que é de uso coletivo. Já no almoço, as crianças passam a se alimentar sozinhas e, posteriormente, a servir-se sozinhas, sempre incentivadas a experimentar novos alimentos, compor um prato colorido e evitar o desperdício.

Preocupamo-nos não apenas com a qualidade do alimento e com o equilíbrio das refeições, mas também com a postura à mesa, visando o bem-estar e a tranquilidade para o desenvolvimento da atividade, além de favorecer um comprometimento cada vez maior da criança com relação à uma alimentação saudável.

Até os dois anos, toda a alimentação é fornecida pela família, e a escola segue rigidamente as indicações de pais, nutricionistas e pediatras sobre como administrá-la. Alimentos, quantidades e horários são estabelecidos para cada criança e tudo que acontece durante a permanência dela na escola é registrado e encaminhado aos pais em relatórios diários.

Para as crianças acima dos dois anos, o lanche da manhã e o almoço são fornecidos pela escola. O cardápio, divulgado mensalmente, é elaborado sob a supervisão de uma nutricionista, procurando não só um bom equilíbrio nutricional, mas também atender gostos variados e respeitar a diversidade cultural. As refeições são preparadas diariamente na nossa cozinha, sempre com ingredientes frescos.

O lanche da tarde é trazido de casa pelas crianças, de acordo com a opção de cada família. Mas orientamos os pais a seguirem as mesmas diretrizes básicas de boa alimentação que adotamos, vetando guloseimas de baixo valor nutricional. Para incentivar o consumo de alimentos frescos, oferecemos geladeiras para os lanches que precisem de refrigeração e fornecemos sucos naturais preparados na hora para as crianças cujas famílias assim solicitarem.